quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Mais uma vez...



Mais uma vez estou aqui, pensando em nós, chorando por você, sentindo sua falta. Mais uma vez estou sozinha, escondendo quem sou e o que sinto por você. Mais uma vez estou com minha dor, com o telefone na mão, querendo te ligar, mais principalmente, esperando a sua ligação. E mais uma vez, tento te esquecer. Não consigo.
Mais uma vez, as lembranças de nós juntos ocuparam a minha mente, de quando te vi pela primeira vez, você estava de camiseta vermelha e boné, e me acompanhou até em casa. Suas palavras eram doces, e sonhei com você aquela noite. E todas as outras. Lembro de todas as vezes que íamos tomar sorvete, mesmo no frio. Lembro da primeira vez que você foi à minha casa, ficou com vergonha e não quis entrar. Lembro de como me sentia do seu lado, me sentia bem, me sentia segura e amada. Você não tinha vergonha de falar que me amava, e demonstrava isso a cada dia e cada vez eu ficava mais apaixonada, tendo a certeza que ficaríamos juntos para sempre. Lembro das vezes que você fazia planos para nós, que ficávamos sonhando acordados a tarde toda, imaginado nosso futuro juntos. Mais agora isso não vai mais acontecer. Mais uma vez eu tento me acostumar a viver sem você.
Lembro do jeito que você dizia o meu nome, era especial, não sei explicar. Parece que ainda escuto você falar. Lembro de cada toque e do jeito como você me abraçava forte. Quando estava com você era como se não existisse mais nada, você curava toda a minha tristeza e fazia desaparecer todos os meus problemas. Eu não me importava com o que fosse acontecer, se o mundo ia acabar, se eu estivesse com você, estaria tudo bem.
Mais uma vez estou pensando como vou viver sem você. É muito difícil, não consigo, preciso de você. A cada hora, a cada minuto, a cada segundo, e só em você que eu penso, os dias parecem anos sem você. O sol não brilha mais. Você é a pessoa mais importante da minha vida. Só você sabia que eu era, me conhecia de verdade. Mais uma vez eu estou sozinha.
Agora, sem você, tento seguir em frente. Mais como? Se eu não consigo te esquecer? Quero superar isso, quero me levantar e esquecer. Como posso fazer isso? Encarar a realidade é muito difícil, mais é inevitável. Tenho que entender que o passado passou, que você já seguiu o seu caminho, e eu preciso seguir o meu. Como você conseguiu tão rápido? Não é justo. Eu queria você aqui comigo, mas você não quer estar aqui. E mais uma vez, estou aqui, sozinha, sem você.


.

2 comentários: