segunda-feira, 6 de agosto de 2012

O que é o Amor?


O mundo todo fala sobre o amor, para alguns é de um jeito, pra outros, de outro jeito, mais pra mim o que é o amor? Já ouvi e li milhões de coisas sobre isso, mais nunca pude sentir, será que tem algo de errado comigo? Parece que todos a minha volta já sabem o que é, já sentiram, e eu?
Dizem que o amor nos faz sofrer, já vi muitos desistindo até da própria vida por um amor, desistindo de acreditar no que elas falavam ser a coisa mais maravilhosa do mundo. Como pode isso? Acho que fiquei com medo de acontecer comigo e fui fazendo enormes barreiras no meu coração, evitando relacionamentos, pensando que assim estaria imune da dor e sofrimento causado pelo amor, mais será que deu certo mesmo? Será que valeu a pena? Estar sozinha já estava começando a incomodar, então porque não se apaixonar? Porque não tentar? Dizem que no amor, não há pessoas certas, há pessoas que lutam para dar certo. Então eu fui.
Quando passamos muito tempo de um jeito, e ainda mais pra quem não gosta muito de mudanças, é difícil se acostumar com uma coisa nova. Mais tentei. Conheci um menino, legal, carinhoso, pra mim, ele tinha as qualidades necessárias. Começamos a namorar. O tempo passou e o amor pra mim não chegou. Senti que era a hora de dizer adeus. Pensei que talvez não fosse o garoto certo, pois todos dizem que “quando a pessoa certa entrar na sua vida, você vai saber e vai amá-lo naturalmente”. Então que tal esperar?! Esperei, e a mesma historia se repetiu. Um garoto legal, animação no inicio, dois meses e fim. Nada.
Der repente, parece que todas as musicas sobre amor começam a tocar mais alto, que ele estava presente em cada lugar que eu olhasse, que todos tinham encontrado seu amor, mais, mesmo assim, eu ainda não conseguia amar. Culpava os garotos de não serem os certos pra mim. Mais percebi que não era isso. Depois de anos evitando amar, fazendo muros altos e fortes em volta do meu coração e destruindo os meus sentimentos, eu não conseguia mais desfazer isso tão facilmente, não conseguia fazer isso rápido, e principalmente, não iria conseguir fazer isso sozinha.
Então surge alguém, que antes não parecia fazer diferença, mais agora parece que é toda a diferença necessária. Que não veio com um martelo, mais com trator. Que parecia fazer tudo o que falava. Comecei a tentar novamente. Talvez agora fosse dar certo, talvez ele fosse o que eu esperava e não sabia. Será? As duvidas eram muitas, e o medo da mesma historia se repetir estava ali. Não queria causar, novamente, a tristeza em alguém. O que fazer? Eu não sabia, até que de repente as coisas mudaram. O que antes era de um jeito se tornou diferente, o que ele fazia não era mais o que ele dizia, e agora o que ele dizia não era mais a mesma coisa. Eu sabia o que tinha por trás de nós, por trás de toda a mudança dele. Sabia todos os concelhos recebidos e sugestões, mais eram diferentes pra mim e pra ele, quase o oposto. E ele começou a fazer o que diziam a ele, e eu fiz o mesmo, os papeis se inverteram e tudo ficou confuso. O amor que poderia chegar ficou apagado nas palavras das outras pessoas.
Mais ainda tem algo entre nós, um sentimento escondido. Nenhum tem a coragem de revelar, e o tempo está passando.
.

2 comentários:

  1. Ótimo texto...
    Realmente as vezes nos preservamos demais e acabamos deixando de viver algumas experiencias importantes...

    Mas as vezes tbm me pego pensando assim... será que eu sei o que é o amor..?

    ...

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto, muito bom, parabéns! bj

    ResponderExcluir